Palestrantes e Mediadores

Conferencistas e palestrantes confirmados

Adriana Maria Nolasco (ESALQ-USP)

Professora Sênior da Universidade de São Paulo, atuando em ensino e pesquisa nas áreas de gestão de resíduos sólidos e gerenciamento de resíduos florestais no Departamento de Ciências Florestais da ESALQ. Consultora Associada da PGR – Gestão de Resíduos. Graduada pela ESALQ/USP. Mestre em Arquitetura e Doutora em Ciências da Engenharia Ambiental pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC/USP). Professora visitante do Center for Renewable Carbon, Department of Forestry, Wildlife and Fisheries, Herbert College of Agriculture, University of Tennessee. Desde 2008, coordena um programa de pesquisa e extensão em Gestão de Resíduos da Arborização Urbana, com apoio da FAPESP e do Fundo de Cultura e Extensão da USP, desenvolvendo projetos sobre métodos para diagnóstico de resíduos da poda e supressão de árvores; propriedades físicas e químicas da madeira de espécies da arborização urbana; desenvolvimento de produtos e tecnologia para valorização de resíduos da arborização urbana; caracterização dos modelos de gerenciamento de resíduos verdes pelos municípios do Estado de São Paulo; e desenvolvimento de sistemas de gestão dos resíduos da arborização urbana. Seus trabalhos na área de gestão de resíduos florestais receberam vários prêmios de reconhecimento, entre eles o “Prêmio USP de Inovação Ambiental”, o “Prêmio Desenvolvimento Sustentável” pelo Instituto Ambiental Biosfera e o “Prêmio Bayer Jovens Embaixadores Ambientais” (Bayer/PNUMA).
http://lattes.cnpq.br/9127827344916953

Aguinaldo dos Santos (UFPR)

Pai de Lucca e Thomas e marido de Ana Lucia. Professor no Departamento de Design da Universidade Federal do Paraná. Mecânico de Automóveis (SENAI, 1984), Engenheiro Civil (UFPR, 1992), MSc em Engenharia Civil (UFRGS, 1995), PhD em Ambiente Construído (SALFORD/Inglaterra, 1999), Pós-doutorado (POLIMI/Itália, 2009). Coordenador do Núcleo de Design & Sustentabilidade desde 2003, grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Design da UFPR. Suas pesquisas tratam de temas vinculados ao Design para a Sustentabilidade como Sistemas Produto+Serviço, Design para o Comportamento Sustentável, Design Vernacular, Inovação Social, Economia Verde, Design Não-Antropocêntrico. Coordena a LeNS Brazil (Learning Network on Sustainability (lens-br.org). Ao longo de sua carreira publicou 52 artigos em periódicos, publicou 12 livros, 142 artigos em conferências, tendo orientado 40 dissertações de mestrado e 5 teses de doutorado. Poeta nas horas vagas, maratonista, numismata amador e criador de abelhas nativas sem ferrão.
http://lattes.cnpq.br/7834194247765889

Ana Luzia Ribeiro Mello (Arquiteta)

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (1992) e mestrado em Artes Visuais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2008). Foi professora titular da UNIP Universidade Paulista, UNICID, Universidade Anhanguera e Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes. Tem como proposta principal propiciar aos estudantes acesso aos módulos didáticos experimentais para análise e compreensão dos principais condicionantes do comportamento arquitetônico das edificações, através de experimentos, estudos e treinamentos envolvendo projetos. Proporcionando a docente de Arquitetura e Urbanismo acesso a informações e orientações que lhes permitam experimentar e até inventar instrumentos simples necessários ao correto agenciamento ambiental e espacial das edificações. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Planejamento e Projetos da Edificação, atuando principalmente nos seguintes temas: educacional, pós-graduação, com habilidade para atuar na elaboração de projetos, acabamentos, técnicas e metodologias, execução de obras e serviços, estudos de viabilidade financeira, econômica e ambiental. Foi colaboradora voluntária do Departamento de Parques e Áreas Verdes da Prefeitura de Santo André, em São Paulo, onde desenvolveu projetos e acompanhou o trabalho da Fabrinq, no reaproveitamento de resíduos de poda e arborização urbana para fabricação de bancos, brinquedos para playgrounds, cercados, decks, entre outros equipamentos.
http://lattes.cnpq.br/3114697846192858

Ana Maria de Meira (ESALQ-USP)

Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade de São Paulo (1999), graduação em Licenciatura em Ciências Agrárias pela Universidade de São Paulo (1999), mestrado em Ciências Florestais pela ESALQ/Universidade de São Paulo (2002) e doutorado em Ciências pelo Departamento de Ciências Florestais, ESALQ/USP (2010) com o tema Gestão de Resíduos da Arborização Urbana. Atualmente é educadora ambiental da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Recursos Florestais, Planejamento Ambiental, Gestão de Resíduos, com ênfase nos seguintes temas: gestão ambiental, educação ambiental e resíduos sólidos.
http://lattes.cnpq.br/4729386713039169

Cory Lavigne (Principal In-Form Studio)

Em sua função de Chefe do Design no INFORM Studio, Cory é responsável por implementar e conduzir a cultura e os processos de design. Ao longo de sua carreira ele tem demonstrado equilíbrio entre design e entrega técnica, utilizando a criatividade como um instrumento para imaginar e implementar mudanças sociais e culturais. Ele se esforça para entregar projetos que sejam conceitualmente rigorosos, socialmente envolventes e tecnologicamente inovadores. Com mais de 25 anos de experiência, ajudou clientes a construir, transformar e desenvolver suas visões de projeto em respostas criativas e efetivas, que receberam diversas distinções profissionais, incluindo 28 premiações de honra junto ao AIA (American Institute of Architects). Ele foi fundamental na execução de 3 projetos de arquitetura vencedores de competições internacionais, incluindo a Ponte de Pedestres sobre o Rio Providence (Rhode Island) e a Ponte de Pedestres sobre a Avenida Bagley (Detroit).
Recebeu o Prêmio Jovem Arquiteto, tanto do AIA Detroit quanto do AIA Michigan, e seu trabalho com o INFORM foi apresentado em diversas exposições e publicações internacionais de design, incluindo Metropolis, Azure, Architectural Record, Concept and Architecture, Dezeen, Albenaa Magazine e Fast Company. Foi destaque em dois documentários apresentados nacionalmente pela rede de televisão PBS – Public Broadcasting Service (de caráter educativo-cultural, sem publicidade), que analisaram a abordagem criativa do design e da construção da Biblioteca de Traverwood em Ann Arbor, e da Ponte de Pedestres sobre a Avenida Bagley em Detroit.
Seu foco no desenvolvimento de uma arquitetura inovadora e em respostas para a qualidade urbana demonstrou qualidades tangíveis e mensuráveis que definem grandes espaços públicos e privados; uma abordagem de design que contribuiu para um portfólio com prêmios diversificados, abrangendo projetos complexos de design urbano e de uso-misto, construídos com participação ativa dos clientes, experiência cultural, comunidade e propósito.
www.in-formstudio.com

Demóstenes Ferreira da Silva Filho (ESALQ-USP)

Professor Livre docente da Universidade de São Paulo. Coordena atualmente 3 disciplinas de graduação e coordena 2 disciplinas de pós-graduação, coordenou nos últimos 4 anos o curso de Pós-graduação em Recursos Florestais da USP (conceito CAPES 6). Possui larga experiência em ferramentas de diagnóstico de árvores. É líder do grupo de pesquisa Silvicultura urbana do CNPq. Atua na área de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, com ênfase em Silvicultura Urbana. Em suas atividades profissionais interagiu com 125 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Silvicultura Urbana, Desenho florestal urbano, Florestas Urbanas, Arborização urbana, Áreas de lazer, Desenvolvimento Urbano, Paisagismo, Sensoriamento remoto urbano, Gestão da Arborização Urbana Manejo Florestal Urbano e Tomografia de impulso para avaliação do risco de queda de árvores.
http://lattes.cnpq.br/5014853015770776

Fabio Mariz Gonçalves (FAU-USP)

Graduação e doutorado pela FAUUSP; professor da graduação e orientador da pós-graduação. Presidiu a Comissão de Graduação da FAUUSP. Lecionou na FIAM-FAAM, na USJT e na UNIB; coordenou o curso de arquitetura de UAM. Coordenou o Grupo de Trabalho Formação Continuada do CAU. Dirigiu o DEURB da SMDU/PMSP. Foi sócio do Projeto Paulista de Arquitetura, com experiência em projetos de edificações e urbanização de favelas. Coordena laboratório de pesquisa acerca dos sistemas de espaços livres urbanos – QUAPÁ. Diretor do Departamento de Urbanismo (DEURB) da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) da Prefeitura de São Paulo entre julho de 2014 e janeiro de 2017. Participou da elaboração do zoneamento e coordenou a revisão dos Planos Regionais das Subprefeituras em 2016. Presidente da Comissão de Proteção da Paisagem Urbana (CPP), entre janeiro e dezembro de 2016.
http://lattes.cnpq.br/7510626259603659

Fernanda Soliga Voltam (Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de São Paulo)

Engenheira Agrônoma pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP (2008), especialista em Gestão Pública e Controle Externo pela Escola de Contas do Tribunal de Contas do Município de São Paulo. Atua com arborização urbana há 11 anos na Prefeitura Municipal de São Paulo, na avaliação de árvores, coordenação de equipes, planejamento, gestão e pareceres técnicos.  Trabalha atualmente na Divisão de Arborização Urbana da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, da Prefeitura de São Paulo. Coordenou a elaboração do Plano Municipal de Arborização Urbana da Prefeitura de São Paulo, em 2020.
http://lattes.cnpq.br/0860234845576312

Gregorio Ceccantini (Instituto de Biociências-USP)

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (1992), mestre (1996) e doutor (2002) em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo. Pós-doutor (FAPESP) na Universidade de Harvard, no Holbrook Laboratory. (Cambridge, Massachusetts) de julho de 2015 a julho de 2016. Pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) de 1996 a 1998. Professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) de 1998 a 2002. Professor da Universidade de São Paulo: categoria Doutor de 2003 a 2018, professor associado (Livre Docente) desde 2018. Com experiência na área de Botânica, com ênfase em Anatomia e morfologia vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: anatomia vegetal, anatomia da madeira e dendroecologia, biologia de plantas parasitas, anatomia funcional e arquitetura hidráulica de plantas. Recebeu auxílios financeiros para pesquisas com atividade cambial (Fundação Boticário de Proteção a Natureza), para pesquisar biologia de plantas parasitas (FAPESP) e anéis de crescimento de árvores brasileiras (CNPq, FAPESP). Experiências em consultorias técnicas na área de árvores urbanas, arqueologia, poluição ambiental, licenciamento ambiental, patrimônio material e cultural. Como orientador, já dirigiu ou co-dirigiu alunos de doutorado (4), de mestrado (15) e em finalizações acadêmicas (31). Desde 2002 é responsável pelo Fitotério da USP e curador da xiloteca (SPFw). Vice-coordenador do curso de pós-graduação em Botânica do IB-USP de junho de 2012 até 2015. Professor em Educação a Distância (EAD) da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP) em 2017, veiculado pelo canal UNIVESP – TV (6.1).
http://lattes.cnpq.br/5437632204926913

José Henrique Penido Monteiro (COMLURB – RJ)

Formado em engenharia mecânica de produção, em 1966, pela Escola Politécnica da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, desenvolveu sua experiência profissional na iniciativa privada até 1977, quando ingressou na COMLURB-Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro, tendo ocupado os cargos de gerente de Destinação Final e Recuperação Energética, gerente de Manutenção e Presidente da empresa, passando a atuar, de 1994 até 2015, como Assessor Chefe da Diretoria Técnica e de Logística. Ocupou o cargo de Coordenador do Escritório de Sustentabilidade Ambiental até 2019 e hoje é engenheiro da empresa. Foi Sub Secretário de Estado de Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro (1989-1990). Atuou como consultor da Organização Panamericana da Saúde, do PNUD-Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, da GIZ – Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit, do Banco Mundial e do BID, tendo realizado trabalhos em vários países da América do Sul e Caribe. Foi professor de 1996 a 2018 do módulo Gestão de Resíduos Sólidos Municipais, no curso MBA Gestão Ambiental, organizado pela UFRJ e Brasil PNUMA. É membro de conselhos e comitês nacionais e internacionais como: Comitê Consultivo para o Meio Ambiente da ELETROBRÁS – CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. (desde 1990); Grupo B – “Urban Waste Energy Generated” do World Energy Council (Conselho Mundial de Energia) (desde 1993); Global Methane Initiative, integrando o Landfill Gas Technical Subcommittee (desde 2005, por indicação do governo brasileiro); e IPLA – International Partnership for Expanding Waste Management Services of Local Authorities, no CCAC – Climate and Clean Air Coalition´s Initiative e no CCAP – Center for Clean Air Policy (até 2019, representando a COMLURB e a Prefeitura do Rio de Janeiro). É autor de diversos trabalhos técnicos, apresentados em congressos no país e no exterior, em especial sobre sistemas de tratamento de resíduos, exploração de biogás de aterros sanitários, compostagem e biometanização. Desde 1998 é o presidente da Web-Resol – Instituto para Democratização de Informações sobre Saneamento Básico e Meio Ambiente, responsável por uma página na internet sobre gestão de resíduos sólidos e meio ambiente, denominada RESÍDUOS SÓLIDOS.
http://www.web-resol.org/

Lauren E. L. Marshall (PLA, ISA Cert. Arborist®, National Program Manager, Urban & Community Forestry, USDA Forest Service, State & Private Forestry, Cooperative Forestry)

Ecossistemas saudáveis e locais bem planejados, projetados colaborativamente, melhoram a vida das pessoas. Este é o princípio central que conduz a carreira de Lauren Marshall como uma arquiteta paisagista profissional, arborista certificada e líder nacional para Florestas Urbanas e Comunitárias, junto ao U.S. Forest Service. Por meio de processos apoiados no engajamento comunitário e no compartilhamento de poder, ela auxilia as pessoas a tecer a infraestrutura natural dentro do tecido de suas comunidades, conectando-as ao mundo natural, a partir da árvore que está do lado de fora de sua porta da frente, que sombreia suas calçadas até a Floresta Nacional que fornece a água limpa para beber. Para atingir este objetivo, Lauren assume desafios de design e planejamento em várias escalas, desde o planejamento de propriedades abandonadas para maximizar os benefícios da natureza, à implantação de mercados de artesanato e construção para produtos de madeira recuperados e coletados de forma sustentável, para aumentar o planejamento colaborativo na escala da paisagem, das florestas norte-americanas. Ela é Bacharel em Botânica pela Universidade de Cornell e mestre em Paisagismo pela Universidade de Michigan.
https://www.linkedin.com/in/laurenlmarshall/

Marcos Silveira Buckeridge (Diretor do Instituto de Biociências / Centro de Síntese USP-Cidades Globais / IEA USP)

Professor Titular do Instituto de Biociências. Seu trabalho tem como enfoque a biologia de sistemas, principalmente com a aplicação da teoria de redes para compreender o funcionamento da planta como um todo. Hoje desenvolve também pesquisas relacionadas às Ciências Urbanas Aplicadas, trabalhando principalmente no desenvolvimento de Políticas Públicas embasadas em conhecimento científico para aplicação no ambiente urbano. Diretor do Instituto de Biociências da USP (2018-2022). No IEA, é coordenador do Programa USP Cidades Globais.
http://lattes.cnpq.br/9650392075455314

Maximiliano dos Anjos Azambuja (FEB UNESP)

Possui graduação em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, FEIS/UNESP (1999), mestrado (2002) e doutorado (2006) em Ciências e Engenharia de Materiais pela Escola de Engenharia de São Carlos – Universidade de São Paulo – EESC/USP, livre-docência (2016). Atualmente é Professor Associado, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental – FEB/UNESP e do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação – FAAC/UNESP, na linha de pesquisa Planejamento e Avaliação do Ambiente Construído. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Construção Civil, Processos Construtivos, Componentes de Construção e Tecnologia de materiais de construção.
http://lattes.cnpq.br/9307103614868615

Pedro Petry (Ateliê Pedro Petry)

Nascido em Joinville, Santa Catarina, é artista plástico, designer e administrador de empresas, com especialização em torno e marcenaria na Alemanha. Na década de 1990 iniciou sua pesquisa com resíduos de espécies de madeiras não comerciais, desenvolvendo desde então, de acordo com princípios de sustentabilidade, objetos e móveis únicos, nos quais evidencia o que normalmente se tenta ocultar: irregularidades, trincos, rachaduras e veios únicos da madeira. Em suas palavras, “o esgotamento dos recursos naturais é um fato; portanto, não podemos nos dar ao luxo de jogá-lo s fora”. Baseado em Itu, no interior paulista, onde mantém seu ateliê, notabilizou-se por apresentar, de forma pioneira no Brasil, um novo olhar para espécies pouco valorizadas e por transformar material residual, ou seja, troncos de árvores, galhos e até raízes descartados, em peças singulares. Como parte de sua pesquisa com variedades alternativas de madeira, já criou peças com 240 espécies diferentes, tendo participado de exposições e recebido prêmios no Brasil e no exterior como: “Brasil 500 Anos” (2000), na Pinacoteca, em São Paulo; “Metamorphosen” (2001), em Hanover, na Alemanha; prêmio “Brasil Faz Design” (2004), no IBRIT, em Milão, na Itália; 4ª Bienal Internacional de Design (2004), em Saint-Étienne, na França.
https://www.pedropetry.com/

Rodolpho Schmidt (CEO do Grupo CBFT – Cia Brasileira de Florestas Tropicais)

Engenheiro florestal formado pela ESALQ/USP (Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo). É fundador da CBFT – Cia Brasileira de Florestas Tropicais, onde coordena atividades de Reflorestamento, Bio-Engenharia, Manejo Arbóreo e Gestão de Resíduos. Idealizou e desenvolve o Projeto Madeira Urbana (marca registrada), que busca a concretização do paradigma das Florestas Urbanas: árvores constantemente plantadas, manejadas e colhidas nas cidades, de forma sustentável, em harmonia com a vida e a arquitetura urbana.
https://br.linkedin.com/in/rodolpho-schmidt-07b70727

Sergio Brazolin (IPT – SP)

Possui graduação em Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas pelo Instituto de Biociências (1987), mestrado em Ciência e Tecnologia de Madeiras (1998) e doutorado em Recursos Florestais (2009) pela ESALQ/USP (Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo). Atualmente é pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Tem experiência na área de microbiologia, com ênfase em Microbiologia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: biodeterioração e preservação de madeiras; biodeterioração e análise de risco de árvores; fungos apodrecedores; e insetos xilófagos (térmitas e brocas-de-madeira).
http://lattes.cnpq.br/6106794208612893

Tarcísio de Paula Pinto (I&T Gestão de Resíduos)

Urbanista e Arquiteto (1976), Mestre em Arquitetura e Planejamento (1986) e Doutor em Engenharia pela Universidade de São Paulo (1999). Foi professor da Universidade Federal de São Carlos. Atualmente é Diretor Técnico da I&T–Gestão de Resíduos, atuando como consultor técnico do Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Cidades, Câmara Brasileira da Indústria da Construção, Caixa Econômica Federal, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, PNUD, OEA, UNESCO, BID, BIRD e outros. É coordenador de normas junto à ABNT; além disso, tem sido coordenador técnico de diversos manuais sobre gestão de resíduos publicados por instituições brasileiras como SindusCon-SP, CREA-SP, Ministério das Cidades, Ministério do Meio Ambiente e WWF-Brasil. Presta assessoria à gestão de resíduos sólidos urbanos, desenvolvendo planos de gestão em diversos municípios brasileiros, entre eles: São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Goiânia, Guarulhos, Cuiabá, Rio Branco, Aracaju, João Pessoa, Brasília-DF, Juiz de Fora e Estado do Ceará.
https://www.linkedin.com/in/tarcísio-paula-pinto/

William (Bill) Schleizer (CEO Delta Institute)

Bill conduz a estratégia de suporte à colaboração do Instituto delta com mais 180 comunidades em Chicago e por toda a região centro-oeste dos EUA, na solução de desafios ambientais e estímulo ao desenvolvimento econômico. Ele equilibra tomada de decisões de nível elevado com implementação tática. E mais ainda, define uma cultura autêntica e inclusiva, abrangendo engajamento pessoal e de toda a equipe, de forma consistente. As realizações de Bill incluem: apoio à implementação do Programa Michigan Saves, um programa de empréstimos por eficiência energética que possui 160 milhões de dólares em seu portifólio; criação de uma estrutura de decisão para investimentos de risco voltados a iniciativas spin-off e em escala. Possui mais de 18 anos de experiência na análise de sistemas, ciências ambientais e consultoria, e integra o Conselho Consultivo do Instituto de Sustentabilidade Ambiental da Universidade Loyola de Chicago. É bacharel em Ecologia, Evolução, Biologia Organismal e Estudos Ambientais pela Universidade de Tulane e mestre em Análise Ambiental e Tomada de Decisão pela Universidade de Rice. Foi reconhecido em 2019 como um Executivo Notável LGBTQ pelo jornal Crains Chicago Business.
https://www.linkedin.com/in/bill-schleizer-41ba278

Yeda Maria Malheiros Oliveira (EMBRAPA Florestas)

Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná (1975), mestrado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná (1980) e doutorado em Ciências Florestais – University of Oxford (2000). É pesquisadora da Embrapa Florestas desde 1978. Tem experiência na área de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, atuando principalmente nos seguintes temas: monitoramento florestal (manejo e inventário), planejamento florestal, sensoriamento remoto, crescimento e produção, simulação de crescimento e produção e levantamentos aéreos. Atua também em articulação e cooperação nacional e internacional. É membro da Câmara Setorial de Florestas Plantadas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É vice-presidente do Comitê Organizador do XXV Congresso Mundial da IUFRO 2019. Participa da implementação do Projeto “Madeira nas Arcadas” que, juntamente com a Secretaria Municipal de Turismo de Curitiba, promove a comercialização de produtos que utilizam a madeira proveniente de atividades de poda de árvores na cidade de Curitiba. Recebeu o Prêmio ANDEF Inovação para Sustentabilidade na Agricultura, na Categoria Personalidade, edição 2019.
http://lattes.cnpq.br/9339120842689187

Professor Convidado – Parceria entre Cidade do Conhecimento e NUTAU 2020

Gilson Schwartz (ECA-USP / FFLCH-USP / NUTAU / Cidade do Conhecimento)

Economista, sociólogo, jornalista, professor e pesquisador brasileiro. Graduado em Economia (1980) e em Ciências Sociais (1981), pela Universidade de São Paulo, é Mestre (1985) e Doutor (1993) em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas com pós-doutorado no Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais (Nupri) da USP entre 1995 e 1999, onde criou o portal de economia “Brazil Investment Link”. Como Professor Visitante do Instituto de Estudos Avançados da USP, criou em 1999 o projeto “Cidade do Conhecimento”, pioneiro em conceitos e práticas de produção colaborativa de conhecimento mediadas por redes digitais que se organizam por projetos e socializam as inovações em design de mídias e infraestruturas audiovisuais. Foi Coordenador Científico Adjunto do Núcleo de Pesquisa em Tecnologia da Arquitetura e Urbanismo (NUTAU) da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Atualmente é pesquisador associado ao Núcleo de Política e Gestão Tecnológica (PGT) da USP, membro do conselho do NUTAU USP e integra o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar Diversitas, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.
http://lattes.cnpq.br/3725098495803766

Mediadores

Alessandra Rodrigues Prata Shimomura (NUTAU / FAU-USP)

Professora Doutora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2015). Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1993), mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Campinas (1998), doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2005), com estágio no LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil/Lisboa/Portugal e pós-doutoramento em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2009 e 2010). Foi Jovem Pesquisador do Departamento de Arquitetura e Construção da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo/UNICAMP e Pesquisador/Colaborador do Departamento de Arquitetura e Construção – FEC/UNICAMP no Laboratório de Conforto Ambiental e Física Aplicada (LACAF) (2011/2014). Assessor ad hoc da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: adequação e conforto ambiental, desenho urbano e climatologia urbana, mapas climáticos urbanos, ventilação natural, túnel de vento e simulação computacional CFD e SIG.
http://lattes.cnpq.br/6420817500171237

Cibele Haddad Taralli (FAU-USP)

Arquiteta de formação e pós graduada em Arquitetura e Urbanismo, atualmente é Professora Sênior do Departamento de Projeto, onde é docente credenciada no Programa de Pós-graduação em Design da FAUUSP. Atua em docência e pesquisa nas seguintes áreas :arquitetura; desenho de produto; design social e de serviços; design e ensino; design e cultura material; design centrado no humano / usuário; design e ambiente, design e projeto. Desenvolve pesquisas nas abordagens: processos e procedimentos de pesquisa e de projeto; fabricação e montagem de produtos para o design e a arquitetura; linguagem e representação.
http://lattes.cnpq.br/6016190566941978

Cyntia Santos Malaguti de Sousa (NUTAU / FAU-USP)

Desenhista industrial pela Escola Superior de Desenho Industrial da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1980) e doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente é professor – pesquisador da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, junto ao curso de graduação em design e ao Programa de Pós-Graduação em Design. Tem experiência profissional na área de Desenho Industrial e desenvolve pesquisas relacionadas aos seguintes temas: design para sustentabilidade, gestão do design e cultura material.
http://lattes.cnpq.br/2565400330040398

Denise Dantas (FAU-USP)

Docente em regime de dedicação exclusiva na Universidade de São Paulo, atuando no Curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Orientadora do programa de Pós-graduação em Design na mesma instituição. Coordenadora do LabDesign FAU USP, que gerencia o projeto Materialize – acervo de materiais para o design e arquitetura, em parceria com o Materiali e Design (Politecnico di Milano). É co-líder do grupo de pesquisa “Design em Ação: grupo de pesquisa sobre design e seus contextos contemporâneos” e atualmente coordena o projeto de extensão universitária e pesquisa “Design para todos: pesquisa-ação em inovação social e materiais voltada para o design de produtos de baixo custo direcionados a crianças portadoras de deficiência múltipla sensorial.”. Possui doutorado pela FAU USP na área de Design Centrado no Usuário, tendo feito também Mestrado na mesma instituição na área de Tecnologia /Embalagem. Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1986) e especialização em Industrial Design pela Scuola Politecnica di Design di Milano (1990). Tem experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em design de produtos, atuando principalmente nos seguintes temas: human centred design, design centrado no usuário, design inclusivo, materiais para o design, design de produto, design de embalagem, metodologia do projeto em design.
http://lattes.cnpq.br/7636937300587505

Eugenio Fernandes Queiroga (Vice-Diretor FAU-USP)

Possui graduação (1986), mestrado (1994), doutorado (2002) e livre-docência (2012) em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Professor Associado do Departamento de Projeto da FAUUSP. Vice-Diretor da FAUUSP (desde dezembro de 2018). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP (maio de 2017 a maio de 2019). Vice-coordenador da Rede Nacional de Pesquisa QUAPÁ-SEL (desde 2006). Colíder do Grupo de Pesquisa Quadro do Paisagismo no Brasil. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq desde 2008. Presidente da Comissão de Pesquisa da FAUUSP (maio de 2014 a maio de 2016). Membro dos conselhos editoriais das revistas: Óculum Ensaios (PUC-Campinas), PARC (UNICAMP) e Paisagem e Ambiente (USP). Assessor ad hoc do CNPq, da CAPES e da FAPESP. Possui experiência nas áreas de Arquitetura e Urbanismo e de Planejamento Urbano, atuando principalmente nos seguintes temas: paisagismo, sistemas de espaços livres, urbanização contemporânea, espaços públicos e esfera pública.
http://lattes.cnpq.br/9339120842689187

Luciana Schwandner Ferreira (Diretora da Divisão de Estudos Ambientais e Planejamento Territorial SVMA PMSP)

Doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2019/Fapesp), possui graduação (2007) e mestrado (2012) em Arquitetura e Urbanismo pela mesma instituição. Atualmente é diretora da Divisão de Estudos Ambientais e Planejamento Territorial da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. Atuou como docente das áreas de conforto ambiental e projeto de urbanismo e paisagismo do Centro Universitário FIAM-FAAM (2012-2016) e como coordenadora de projetos e obras do Departamento de Parques e Áreas Verdes da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente do Município de São Paulo (2009-2011). É revisora dos periódicos Urban Climate (Elsevier), Advances in Space Research (Elsevier); International Journal of Water Resources and Environmental Engineering e da Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP e é membro da International Association for Urban Climate – IAUC.
http://lattes.cnpq.br/2214942426814159

Miguel Luiz Bucalem (EP-USP / USP Cidades)

Engenheiro civil formado pela Escola Politécnica da USP em 1984, tornou-se mestre e professor daquela instituição em 1987. Obteve o título de Ph.D. pelo Massachusetts Institute of Technology – MIT, dos EUA, em 1992 e em 1996 o de livre-docente pela USP. Em 1997, tornou-se Professor Titular da Escola Politécnica da USP. Coordenou o curso de pós-graduação em Engenharia Civil da USP em nível de mestrado e doutorado de 1994 a 1995. Exerceu a Chefia do Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica da faculdade em 2006. Ocupou em 2007 e 2008 a Chefia da Assessoria Técnica de Planejamento Urbano da Secretaria Municipal de Planejamento. De 2009 a 2012 ocupou o cargo de Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano. Ocupou ainda a Presidência da São Paulo Urbanismo desde sua criação em maio de 2010 até o final de 2012. Atuando como Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Presidente da São Paulo Urbanismo coordenou mais de duas dezenas de projetos estratégicos para São Paulo. Destacam-se: o SP2040 Plano Estratégico de Longo Prazo para São Paulo; a Nova Luz; os estudos que levaram ao Projeto de Lei de revisão da Operação Urbana Água Branca; o projeto de revitalização do Pq. Dom Pedro II; e a elaboração do Plano de Drenagem para o Município de São Paulo. Atualmente é o Coordenador Científico do Núcleo de apoio à Pesquisa da USP denominado USP Cidades, focado na temática do planejamento e gestão de cidades. Coordena ainda o curso de especialização em planejamento e gestão de cidades do PECE Programa de Educação Continuada em Engenharia da Escola Politécnica da USP. Coordenou tecnicamente projetos de apoio para várias prefeituras brasileiras como a de Salvador para o desenvolvimento de Planos Estratégicos de Longo Prazo, Planos Diretores e Leis de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo. Integrou o Comitê Internacional para o quarto plano regional de Nova Iorque de 2014 a 2017 quando o plano foi divulgado. Participou do Comitê Internacional de assessoramento à cidade de Moscou relativo aos projetos de redesenvolvimento urbano “Moscow River” e “New Territories” em 2014. Em 2015 e 2016 integrou como especialista convidado a unidade de política 7 (Policy Unit 7) “Urban Economic Development Strategies” do Habitat das Nações Unidas no âmbito do processo preparatório para a Conferência das Nações Unidas em Desenvolvimento Urbano e Habitação que estabeleceu a Nova Agenda Urbana para os próximos 20 anos.
http://lattes.cnpq.br/7648383911151089

Paulo Cesar Machado Ferroli (Professor Associado CCE EGR – UFSC)

Graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Maria (1995), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) na área de Design de Produto e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Atualmente é professor associado I do CCE-EGR, curso de Design de Produto da UFSC. Tem experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em Materiais Industriais, Processos de Fabricação e Metodologia de Projeto, atuando principalmente nos seguintes temas: design de produtos, fábricas de subprodutos de origem animal, sustentabilidade em projetos, eco-design. É coeditor da revista MIX Sustentável e co-organizador do evento ENSUS – Encontro de Sustentabilidade Aplicada em Projetos. Participa pelo INEP de avaliações de curso e institucionais.
http://lattes.cnpq.br/7269509913517969

Ranny Loureiro Xavier Nascimento Michalski (FAU-USP / Presidente NUTAU / USPCidades / SOBRAC)

Professora Doutora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, nos programas de graduação e pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo desde 2016. Pesquisadora no LABAUT (Laboratório de Conforto Ambiental e Eficiência Energética) da FAU USP. Presidente do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Tecnologia da Arquitetura, do Urbanismo e do Design da Universidade de São Paulo (NUTAUUSP) desde 2019 e membro do Núcleo de Apoio à Pesquisa USP CIDADES desde 2018. Acústica e coordenadora da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Acústica (SOBRAC). Participa da elaboração de normas técnicas brasileiras, por meio de Comitês e Comissões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Graduada em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 2003. Em 2005 concluiu o mestrado e em 2011 concluiu o doutorado, ambos em Engenharia Mecânica pela COPPE-UFRJ (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia – UFRJ). Foi pesquisadora-colaboradora do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), no Laboratório de Ensaios Acústicos (LAENA) da Divisão de Acústica e Vibrações (DIAVI), na Diretoria de Metrologia Científica e Industrial (DIMCI) (2006-2015). As áreas de experiência em pesquisa incluem Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo, e sua subárea de Conforto Ambiental, em particular acústica, atuando principalmente nos seguintes temas: absorção acústica, isolamento acústico, maquetes, acústica urbana, acústica de edifícios, e acústica de salas. Sua experiência internacional envolve pesquisa e ensino com instituições renomadas nos EUA e Reino Unido, incluindo North Carolina State University e University of Nottingham.
http://lattes.cnpq.br/6016750038556729

Roberta Consentino Kronka Mülfarth (Chefe do AUT / FAU-USP / USP Cidades / FAURECICLA)

Professora Associada da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo FAUUSP, chefe do Departamento de Tecnologia, coordenadora do FAURECICLA. É colaboradora especial junto à AUCANI na coordenação das Redes Universitárias WC2 (World Cities World Class University Network) e UGPN (University Global Partnership Network). É vice coordenadora, desde agosto de 2019, do Núcleo de Apoio da Pesquisa (NAP) USP CIDADES. Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP, mestrado em Energia no Programa Interunidades de Pós-Graduação em Energia da USP e doutorado em Estruturas Ambientais Urbanas pela FAUUSP. Participa desde 2012 da Rede de Universidades WC2 World Cities World Class University Network, junto ao Ecocampus Theme, e no Strategy Group, como representante da USP. Professora visitante da rede junto ao WC2 Summer Symposium desde 2015. É coordenadora do convênio internacional FAUUSP/University of Nottinghan, além de participar de outros convênios internacionais da FAUUSP junto a University of Westminster e University of Portsmouth. Tem experiência na área de Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo, na subárea de Conforto Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: sustentabilidade e ergonomia. Coordena o projeto de pesquisa Ciudades inteligentes ibero-americanas: Oportunidades y vulnerabilidades en Sao Paulo, Buenos Aires, México, Madrid y Barcelona, no âmbito da UIU, desde setembro de 2019 e é professora associada ao Projeto Temático FAPESP Ambiente Construído, Atividade Física e Estado Nutricional em Adultos: Um Estudo Longitudinal (2019/2022), com a coordenação Alex Florindo (EACH). É co-autora do livro “Towards Green Campus Operations, Energy, Climate and Sustainable Development Initiatives at Universities” (Springer International Publishing, 2018).
http://lattes.cnpq.br/6110083818222190

Sheila Walbe Ornstein (NUTAU / FAU-USP)

Arquiteta e urbanista, professora titular da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, lotada no Departamento de Tecnologia de Arquitetura da FAUUSP, bolsista produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), foi Diretora do Museu Paulista da USP (o Museu do Ipiranga) no período 2012 – 2016. Possui inúmeros artigos, capítulos de livros e livros voltados aos campos da Avaliação Pós-Ocupação, Ambiente Construído versus Comportamento Humano e Gestão do Projeto de Projeto. É co-organizadora, junto com Simone Barbosa Villa do livro “Qualidade Ambiental na Habitação. Avaliação Pós-Ocupação” (SP, Editora Oficina de textos, 2013) que recebeu em 2014, da ANPARQ o prêmio de melhor obra organizada.
http://lattes.cnpq.br/1157828219684606

Coordenadores de sessões técnicas e científicas

Amilton Arruda (PPGD UFPE)

Graduado em Desenho Industrial pela UFPE (1982), Mestrado em Design e Biônica pelo IED de Milão (1992) e Doutorado em Ricerca in Disegno Industriale – Ph.D pela Universidade Politécnico de Milão (2003). Foi consultor internacional do Instituto Europeo de Design na implantação de cursos Lato Sensu Especialização em Fashion Design, Design de Interiores e Produto, Design Gráfico e Editorial, nas Faculdades Ávila (Goiânia), Faculdade Boa Viagem (Recife), Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). Foi consultor do SEBRAE nacional no edital para implantação de centros e núcleos de design nos estados brasileiros. Desde 1985 é professor da UFPE, associado III, docente do Programa de Pós-Graduação em Design PPGD/UFPE. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Biodesign e Artefatos Industriais do CNPq. Foi chefe do Departamento de Design do CAC/UFPE (2014-2015). Orienta mestrandos e doutorandos nas áreas de Biônica e Biomimética com ênfase no Design; Design Estratégico atuando principalmente nos seguintes temas: Inovação Tecnológica, Gestão do Design e Processos de Design. Organizador de três livros da série design, cultura e tecnologia pela plataforma OpenAccess da Edgard Blucher | 2016 design e complexidade | 2017 design e inovação social | 2018 design, artefatos e sistemas sustentáveis.
http://lattes.cnpq.br/9138096051015150

Cristiane Aun Bertoldi (FAU-USP)

Professora do Departamento de Projeto da FAU USP – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo em RDIDP desde 2008. Possui doutorado (2005) e mestrado (2000) em Arquitetura e Urbanismo pela FAU USP e graduação em Licenciatura em artes Plásticas pela ECA USP (1991) – Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (1991). Integra o grupo de pesquisa Design em Ação: grupo de pesquisa sobre design e seus contextos contemporâneos, em que coordena duas linhas de pesquisa: a) Materiais para o design; b) Criatividade, processos de criação e métodos de projeto. Desde 2016 é Coordenadora Didática da Seção Técnica de Modelos, Ensaios e Experimentações Construtivas da FAUUSP. Sua atuação em design está voltada para design de produto e de serviço. Recentes pesquisas envolvem Criatividade, Processos criativos e métodos de projeto; Materiais para o design, Ensino de design e Design para saúde.
http://lattes.cnpq.br/1791567263251867

Marta Enokibara (FAAC UNESP)

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1991), doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2003), na área de Estruturas Ambientais Urbanas e pós- doutorado (2015) em História das Ciências na Casa de Oswaldo Cruz da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-RJ). Atualmente é professor doutor do Programa de Pós-Graduação e Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando nas áreas de Paisagismo, História do Paisagismo, Arborização Urbana, História da Cidade e do Território e Projeto Urbano.
http://lattes.cnpq.br/6435718644427384

Tomás Queiroz Ferreira Barata (NUTAU / FAU-USP)

Professor do Departamento de Tecnologia da Arquitetura da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP) e professor credenciado no Programa de Pós-Graduação em Design da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC – UNESP), campus de Bauru. Doutor em Engenharia Civil, área de concentração em arquitetura e construção pela Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas (2008), mestre em Arquitetura e Urbanismo, área de concentração em tecnologia do ambiente construído pela Universidade de São Paulo (2001), graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1993), campus USP – São Carlos. Tem experiência na elaboração de projetos de arquitetura e design de produtos sustentáveis, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de projeto e produção de mobiliários, equipamentos urbanos, componentes e sistemas construtivos pré-fabricados em madeira e materiais de fontes renováveis.
http://lattes.cnpq.br/7865768257571169